Enfermaria

Página 3 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ir em baixo

Enfermaria

Mensagem por Elena Mallaby em Qua Mar 09, 2011 10:23 am

Relembrando a primeira mensagem :

Esta é a enfermaria da Morada da Noite.
Desde pequenos ferimentos até àqueles que necessitam da ajuda de sacerdotes, este é o local ideal para o tratamento das enfermidades de todos que freqüentam esta morada.

avatar
Elena Mallaby

Mensagens : 931
Data de inscrição : 25/02/2011

Ficha do Personagem
Vida:
300/300  (300/300)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Enfermaria

Mensagem por Jarrod Moody em Dom Jun 05, 2011 5:26 pm

A Caty foi falando e eu ia ouvindo. Ela não queria falar comigo por causa dos problemas que tinha agora com Elena e por causa do cansaço. Eu tinha a certeza que era por isso. Pensei em ajudá-la. Mas pra isso teria de falar com a sacerdotiza.
-Tudo bem Caty. Eu vou andando tenho coisas pra resolver.
Me cheguei ao pé dela e lhe dei um beijo suave na testa.
-Adeus Caty. Espero que recupere depressa.
E saí da enfermeria.

ENCERRADO
avatar
Jarrod Moody
Anjos Caídos
Anjos Caídos

Mensagens : 122
Data de inscrição : 17/04/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Terceiro-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Caty Night em Sex Jun 17, 2011 3:18 pm

Passaram-se vários dias depois da conversa com o Jarrod. Dias esses que utilizei para recuperar totalmente. Como estava farta de estar deitada me levantei e pedi as minhas roupas às enfermeiras. Elas me troxeram roupa lavada pois a roupa do acidente ainda estava coberta de sangue. Me vesti. Pedi a elas que não avisassem a sacerdotiza. Seria eu a fazê-lo. Saí da enfermeria e me derigi ao dormitório dela.

Encerrado
avatar
Caty Night

Mensagens : 394
Data de inscrição : 01/04/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Terceiro-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Brayan Cypher em Sex Out 21, 2011 11:02 am

Depois de passos sofridos do lago ate ali abri a porta, dei uma olhada e disse:
-Oiii?
Dou um sorriso e me escoro na parede dizendo:
-A Sacerdotisa Vic disse para eu vim aqui para vc curarem minhas pernas.
Dou um sorriso enquanto dava um sorriso de dor pois ainda estava doendo mas agora que estava ali ja sabia que logo passaria e eu poderia voltar para o meu lugarzinho e deitar na minha cama, era a unica coisa que eu queria fazer deitar na minha cama, mas primeiro prescisava estar com as pernas boas para poder fazer algo.
avatar
Brayan Cypher

Mensagens : 16
Data de inscrição : 30/04/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Terceiro-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Brayan Cypher em Seg Out 24, 2011 4:17 pm

Logo depois de um tempinho apareceu uma mulher para me ajudar, falei para ela sobre oq aconteceu e quem tinha dito apra eu vim para ca, ele depois de um tempo fez oq tinha que fazer em minha pernas e me deu um pouco de sangue, agradeci e sai caminhando lentamente, estava paciente mas via que nao demoraria muito para o sol aparecer e eu tinha que apressar o passo, enquanto saia da enfermaria ficava pensando na vergonha que passei, duas coisas na mesma noite e algo que nunca vou esquecer, e para piorar tive que me fingir de homossexual e apanhei isso era algo que meu ego nao suportaria.

(encerrado)
avatar
Brayan Cypher

Mensagens : 16
Data de inscrição : 30/04/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Terceiro-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Qui Nov 03, 2011 3:57 pm

Me apressei o mais que pude a chegar à enfermeira. Podia ser uma questão de segundos, poderia ser tarde demais. E nem sabia o que se estava a passar com a rapariga, para além do tiro no ombro. Devia estar cheia de dores, calculei.

Na enfermaria estavam duas ou três enfermeiras azuis, que se aproximaram mal entrei. Indicaram-me um quarto no qual entrei e deitei a rapariga na cama. As enfermeiras pediram-me que me afastasse. Com alguma relutância, fiz o que pediram.

Saí do quarto, sabendo que por agora não era prestavél em mais nada. Mas fiquei em pé no corredor, logo do outro lado da porta. Se não agira tão rapido como devia, ficaria pelo menos ali de vigia.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Narrador em Qui Nov 03, 2011 4:32 pm

A azul foi deitada em uma cama e três enfermeiras logo foram atendê-la.
Seu estado era deplorável. Suas roupas estavam sujas de sangue, seu cabelo bagunçado e sua temperatura corporal havia caído 2 graus. As três se olharam, havia preocupação na face delas, mas elas como enfermeiras e vampiras adultas, sabiam muito bem contornar essa situação e não demonstraram muita emoção, para não atrapalhar os procedimentos.

Rapidamente, as vampiras azuis retiraram sua roupa – tiveram que cortar a blusa – e a cobriram com um lençol branco até a altura dos seios, deixando suas marcas os ombros e suas marcas expostas. Tiveram que colocar um cobertor extra por cima.

- Ela tem uma bala aqui.
– disse a enfermeira mais alta.
Uma delas pegou algumas pinças e outros objetos e começaram os procedimentos para retirada da bala. Outra ajustava o soro na sua veia.
A garota ainda estava inconsciente. Alguns instantes se passaram até a bala ser retirada. Foi feito um curativo em todo o seu ombro.
As enfermeiras se entre olharam novamente. Uma delas pegou um saco de sangue estocado e o injetou no outro braço – o outro estava com soro.
Mais alguns instantes se passaram. Pegaram também uma vasilha com água e limparam o rosto da formanda, melhorando sua aparência. Mas ela ainda estava com a pele fria demais para uma vampira.


Última edição por Narrador em Qui Nov 03, 2011 10:21 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Moderador
Moderador

Mensagens : 145
Data de inscrição : 14/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Qui Nov 03, 2011 5:01 pm

Não bastasse o problema com os novatos Sam, Natacha e Brayan, mais alguma coisa ruim estava acontecendo. Eu senti.
Concentrei-me uns instantes para escutar Nyx. Algo grave havia acontecido com umas das formandas.......Elena......minha Elena.
No meio do caminho, um dos empregados avisara-me que o guerreiro Vane estava com a líder das Filhas das Trevas nos braços e foi em direção è enfermaria.

Cheguei lá rapidamente. O guerreiro estava na porta da enfermaria com o semblante um tanto preocupado. Alguns novatos vieram atrás de mim e se aglomeraram na porta. Virei-me para todos eles e então ordenei:
- Garotos, vão para seus quartos imediatamente. Vocês não ajudaram se estiverem aqui. Vão.
E aos poucos eles relutantemente forma pegando o caminho de volta.

Olhei para Vane que estava com um pouco de sangue em suas vestes. Eu conhecia o cheiro de Elena. – Vane....... – disse já abrindo a porta para que ele entrasse também.
Entrei indo em direção onde Elena estava. Vane veio logo atrás.
As enfermeiras me saudaram e eu apenas acenei com a cabeça. Cheguei do lado da cama de Elena, peguei em sua mão. Havia algo muito errado. Vi o curativo no ombro e olhei para o lado, onde estava a bala retirada em uma pequena caixa ao lado.
Olhei para as enfermeiras. E depois para Vane.
- Você sabe alguma coisa sobre quem atirou em Elena? Conte-me o que aconteceu .- disse com a voz séria. Olhei para a bolsa de sangue pendurada e suspirei:
- Ela já tomou quase toda bolsa e não acordou ainda...ela está fria e seu espírito está fraco.....

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Qui Nov 03, 2011 5:19 pm

Estava tudo a acontecer muito depressa mas eu não sabia nada. Estava ou não a rapariga bem? Era angustiante não poder fazzer mais nada.

Algum tempo depois a sacerdotisa apareceu, rodeada de jovens. Depressa os afastou. Entrei no quarto seguindo a Sacerdotisa. Depois se virou para mim. Respirei fundo para lhe responder - Não sei muito. Estava no jardim quando ouvi o barulho de alguém, depois o pedido de ajuda. Fui logo ver o que era e me deparei com a Iniciada caida no chão, pálida e ferida. Actuei segundos os meus conhecimentos de Filho de Erebus, mas estava além das minhas capacidade. Trouxe-a para aqui e desde então, é isto. - Murmurei fazendo a entender que não sabia mais nada. Já tinha descoberto à pouco tempo através das enfermeiras que aquela formanda era Elena Mallaby, a Iniciada que eu devia ter protegido. Já estava a falhar miseravelmente.

Elena continuava pálida. Tinham-na magoada terrivelmente. Podia ver que a Sacerdotisa estava muito preocupada. E com razão. Não era normal o estado em que Elena estava - Isto pode ser mau, muito mau... - Temi pensar o pior.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Mary Joanne B. D'Angels em Qui Nov 03, 2011 5:33 pm

Mary o levou até a enfermaria e chegando lá, o seguiu como se fosse a sombra do rapaz. Quando vê as enfermeiras se afasta e fica no corredor. Mary se senta e cruza as pernas olhando de vez em quando para o quarto onde a menina estava. Ela cruza as pernas e observa o rapaz ali. Ela estava nervosa, mais tentava se acalmar. Mary se lembrou imediatamente de Vanny e abaixou a cabeça e botou a testa nas mãos, e apoiou o cotovelo na coxa. Mary levanta a cabeça e olha o chão séria. Ela estava determinada a sair dali com alguma noticia positiva do estado de saúde da garota, e sabia que iria conseguir mesmo não sabendo o nome da garota e de qual ano ela seria.
Mary começa a pensar em Vanny e sabe que talvez ela iria ficar triste por Mary abandona-la sem motivo. Mary suspira e continua olhando o chão.
Mary de repente vê a Sacerdotisa entrando na enfermaria junto com varios alunos atras, ela se levanta e a sauda. Mary se sente perdida ao ouvir Victória mandar todos irem aos seus quartos, mais resolve ficar. Mary observa o rapaz que trouxe Elena, a garota baleada, até a enfermaria e descobre que ele era um Guerreiro.Mary olha Victória e abaixa a cabeça, se perguntando se poderia ajudar ou não Elena com sua habilidade.
avatar
Mary Joanne B. D'Angels

Mensagens : 47
Data de inscrição : 09/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Quarto-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Qui Nov 03, 2011 6:03 pm

- Não sei muito. Estava no jardim quando ouvi o barulho de alguém, depois o pedido de ajuda. Fui logo ver o que era e me deparei com a Iniciada caida no chão, pálida e ferida. Actuei segundos os meus conhecimentos de Filho de Erebus, mas estava além das minhas
capacidade. Trouxe-a para aqui e desde então, é isto.
- disse o guerreiro.


- Ela saiu sozinha provavelmente
- disse séria - e voltou neste estado. Precisamos saber quem atirou nela...isso não está certo.....

Sangue era o melhor remédio para os vamps mas não estava ajudando Elena. As enfermeiras trocaram a bolsa, colocando uma nova que já estava quase vazia.

Olhei para um lado e vi uma formanda sentada. Era a futura amazona, Mary.
Me aproximei até ela e apenas disse - Querida, entendo que queira saber se Elena ficará bem, mas não deves permanecer aqui. Vá para o seu quarto descansar, e em breve terá notícias dela.

Esperei então que ela se retirasse.
Fui até Elena novamente. Ela estava mais pálida e mais fria. Fechei os olhos uns instantes e então eu já sabia o que eu deveria fazer. Era a última alternativa.

Olhei para Vane novamente e fiz mençao para que ele se aproximasse. As enfermeiras então percebendo a movimentação se afastaram e deixaram-nos com Elena.
E então falei com o tom baixo - Guerreiro, só há mais uma coisa a se fazer aqui ou Elena morrerá. És adulto e forte, quebraremos uma regra desta morada para salvar uma filha da noite. - e o fitei por uns instantes - Ela precisa de sangue fresco, direto da fonte. Quero que traga um humano e para que dificulte uma carimbagem, preciso que busque um adolescente desses franzinos, baixinhos, com peso mediano, cabelo castanho.....Seja discreto e não demore!

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Mary Joanne B. D'Angels em Qui Nov 03, 2011 6:14 pm

Mary suspira ao ouvir a voz de Victória. Mary ouve atentamente ao que a Sacerdotisa a manda fazer. Ela se sente um pouco triste por Victória manda-la ir para o seu quarto, mais ela entende que quanto menos gente ali era melhor. Mary afirma com a cabeça e diz baixo para que a Sacerdotisa ouça. - Talvez eu possa a senhora a descobrir quem atirou em Elena. Mary sorri para a Sacerdotisa de lado tentando parecer solidaria á Elena descobrindo quem fez isso com ela, ela cruza os braços e se vira saindo dali lentamente e pensativa. Ela sai da enfermaria olhando para frente.
avatar
Mary Joanne B. D'Angels

Mensagens : 47
Data de inscrição : 09/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Quarto-Formado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Sex Nov 04, 2011 3:18 pm

Com tanta agitação, nem tinha reparado que a rapariga do jardim estava ali. Devia-lhe ter ito um obrigado pela ajuda, mas não consegui. Sacerdotisa lhe pediu gentilmente que se retirasse, seria o melhor. Depois e constatar que Elana estava ficano pior, se visou para mim - ... Ela precisa de sangue fresco, direto da fonte. Quero que traga um humano e para que dificulte uma carimbagem, preciso que busque um adolescente desses franzinos, baixinhos, com peso mediano, cabelo castanho.....Seja discreto e não demore!

Demorei um pouco a assimilar a missão. Como o tempo fez sentido o que ela estava pedindo. E se era a palavra da Sacerdotisa, não ia contriar - Farei o meu melhor - Murmurei, pondo novamente os pensamentos em ordem. Olhei para a Sacerdotisa, e prometi a minha palavra.

Depois saí do quarto, da Ala da enfermaria. Tinha ido só até o meu quarto e trocado para umas roupas mais limpas. Seria estranho estar sujo de sangue no "Mundo" dos humanos. Depois disso saí da Morada e dei inicio à minha missão.

Encerrado.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Dom Nov 06, 2011 10:09 am

Tal como previsto, em segundos tinha conseguido teletransportar-nos até à enfermaria, em frente à porta do quarto onde Elena estava. Senti uma leve tontura, devido ao esforço que tinha feito. Levar objectos grandes ou pesados já era desgastante, humanos era ainda mais. Mas se era necessãrio, fazia-lo. Não importava como me sentia. As dores eram sempre passageiras.

Me virei para Peter e falei - Depois disto poderás fazer todas as perguntas que necessitares. - Avisei. Acho que era o minimo que lhe devia.

Lhe indiquei a porta do quarto. Entrei e ele de seguida.
O ambiente continuava "pesado". Não havia sinais de melhora por parte de Elena. Pelo contrário, parecia mais fraca. Orei a Nyx para que ainda estivessemos a tempo de a salvar.
- Sacerdotisa... Aqui está o humano - Indiquei a Peter que desse um passo em frente - Peter Blaine está disposto a ajudar Elena.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Peter Blaine em Dom Nov 06, 2011 11:54 am

( t ) eletransport
the vampire-girl who is very weak and pale

Quando a viagem tem fim, os dois aparecem no destino. Peter olha em volta, observando os detalhes. Estavam na frente de uma porta de um quarto do que parecia uma enfermaria. Olhou para o vampiro ao seu lado, no exato momento em que este também fazia-o.

- Depois disto poderás fazer todas as perguntas que necessitares

O menino aquiesceu e ambos entraram no quarto. Nesse momento, o adolescente viu o motivo de estar ali: uma menina, de cabelos castanhos, estava pálida (demais) e visivelmente fraca. O peito dela levantava e abaixava lentamente, como se fosse um esforço cada respiração.

- Sacerdotisa... Aqui está o humano... - Ele deu um passo a frente, como indicado. - Peter Blaine está disposto a ajudar Elena.

Como que para confirmar, o menino falou:

- Bem, estou mesmo... podemos ajudá-la logo? Ela realmente não parece muito bem...

O humano se encaminhou para perto da desmaiada, ou em coma, não podia definir. Puxou uma cadeira e sentou-se ao lado de seu leito. Olhou para quem o vampiro se referia por "Sacerdotisa".

- Faça o que tiver que fazer. Vamos salvá-la.

Realmente, Peter deixaria que acontecesse o que for que ela quisesse, para salvar aquela mulher pálida e fraca pela qual fora teleportado para lá.





notes none.
tagged #vane hunter / #peter blaine / #elena mallaby / #victoria redbird
wearing that
word count 208 palavras.
music harder better faster - daft punk
credit thai_ss @ Terra de Ninguém.
avatar
Peter Blaine

Mensagens : 242
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Nenhum

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Dom Nov 06, 2011 1:53 pm

O Filho de Érebus Vane acatou minha ordem e em instantes saiu da enfermaria atrás de um humano.

O quadro de Elena não evoluíra. A garota ainda estava fria e cade vez mais pálida.
Fiz uma prece silenciosa para nossa Grande Mãe. Eu precisava de Elena, ela era uma vampira fantástica dotada de muito poder, seria uma grande perda se ela não resistisse.

De repente, o guerreiro e um humano baixinho adentram a enfermaria.
- Sacerdotisa... Aqui está o humano .....Peter Blaine está disposto a ajudar Elena. - disse Vane


- Bem, estou mesmo... podemos ajudá-la logo? Ela realmente não parece muito bem...- Faça o que tiver que fazer. Vamos salvá-la. -disse o garoto.

Olhei para o humano: - Merry meet Peter Blaine. É um prazer tê-lo em nossa morada, Perdoe-me não dar-te uma melhor recepção, mas como pode ver, o caso aqui é grave.

Então me aproximei do rapaz, tomei o seu pulso direito e então passei minha unha nele, fazendo um corte de 3cm. O sangue começou a sair imediatamente.

Olhei para o jovem e então disse com a voz calma - Obrigado pelo que está fazendo. Apenas confie em nós. - E levei o pulso dele aos lábios de Elena, que ainda estava desacordada.

Depois me afastei e fiquei perto do guerreiro.


Última edição por Victória Redbird em Dom Nov 06, 2011 4:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Peter Blaine em Dom Nov 06, 2011 3:47 pm

( t ) ransfusion
will he save her life with his own blood?

- Merry meet Peter Blaine. É um prazer tê-lo em nossa morada, Perdoe-me não dar-te uma melhor recepção, mas como pode ver, o caso aqui é grave.

Peter aquiesceu. Ela se aproximou. O coração do menino acelerou. Era chegada a hora. Na realidade, não sabia exatamente como que ela faria para o sangue sair. Logo foi resolvido. A sacerdotisa pegou o seu pulso. Só então notou que as unhas dela eram afiadas, pois quando ela passou uma delas pelo punho, a pele se abriu como se a unha fosse um bisturi. Arrepiou-se, engolindo um murmúrio de dor, e o sangue imediatamente começou a sair. O adolescente olhou o líquido vermelho, lembrando-se das aulas em que aprendera qual a composição dele: plasma, plaquetas, hemácias e leucócitos.

- Obrigado pelo que está fazendo. Apenas confie em nós.

Não ofereceu resistência ao impulso da outra de levar o corte aos lábios da desmaiada. Falou:

- Não tem de quê, confio em vocês.

Tornou o olhar ora para o peito ora para o rosto da vampira desmaiada, esperando vê-la melhorar. A dor do corte já passara, via seu próprio sangue entrando pela boca da outra. Com o tempo, sua visão começou a ficar turva, pela perda de sangue. Mas não deixou-se desmaiar. Sabia que isso faria o número de batimentos cardíacos diminuir, logo o fluxo de sangue também, adiando ainda mais a recuperação da outra. Recostou-se na cadeira, para diminuir o esforço necessário para sustentar o corpo, apenas sustentando seu pulso sobre a boca, já ensanguentada, da outra. Agora apenas olhava o rosto dela, esperando realmente que acordasse antes que seu nível de sangue chegasse ao nível crítico de desmaiar. Não cogitava a ideia de morrer, afinal estava confiando na tal sacerdotisa e no homem que fora buscar ele, mesmo eles sendo desconhecidos.





notes none.
tagged #vane hunter / #peter blaine / #elena mallaby / #victoria redbird
wearing that
word count 299 palavras.
music harder better faster - daft punk
credit thai_ss @ Terra de Ninguém.
avatar
Peter Blaine

Mensagens : 242
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Nenhum

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Elena Mallaby em Dom Nov 06, 2011 7:41 pm

Um choque. Foi quase isso o que eu senti. Aquele líquido rubro e delicioso invadiu a minha boca e foi escorrendo até a garganta. Despertei antes que eu engasgasse. Abri e fechei os olhos. E como um impulso animal, retirei meus braços de debaixo da coberta e agarrei aquele braço, a minha fonte. Encaixei meus lábios naquela pele macia e então me saciei.
Enquanto bebia o sangue, abri os olhos por um instante e visualizei onde estava. Eu estava na enfermaria da HON. A minha frente estavam a minha mentora e um vampiro adulto. Fitei ele por um instante e lembrei dele.....aquele vamp havia me carregado nos braços.

Mas logo olhei para o humano que eu estava me alimentando. Ele era bem jovem e tinha um olhar curioso. Passados alguns minutos eu finalmente soltei o braço daquele rapaz, antes que eu o drenasse por completo. Ele parecia um pouco pálido e fraco.
Eu tinha ficado quente, então tratei logo de tirar o cobertor de cima de mim, me contentando apenas com o lençol que cobria meu corpo nu – detalhe esse que eu percebi antes de me descobrir por inteira.

Consegui sentar direito na cama e então vi que meu ombro estava enfaixado e havia uma bala do lado. Olhei imediatamente para Victória e depois para o outro vampiro.
Meu corpo já não doía mais como antes.


_________________

 photo oie_rounded_corners3_zpsc960a0c5.gif
Vampira Negra . The mad priestess . 1ª Guardiã
avatar
Elena Mallaby

Mensagens : 931
Data de inscrição : 25/02/2011

Ficha do Personagem
Vida:
300/300  (300/300)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Seg Nov 07, 2011 8:43 am

Fiquei olhando atentamente a reação de Elena. E milagrosamente ela se mexeu e acordou um pouco assustada. Ela segurou o braço do rapaz e bebeu o sangue com vontade. Pela cara do humano, ele ficou um ligeriamente assustado, mas Elena estava fazendo o que um vampiro deveria fazer.

Felizmente eu não precisei intervir. Ela soltou o braço do rapaz antes que o coitado desmaiasse. A temperatura de seu corpo voltara ao normal e sua pele já não estava tão pálida.

Caminhei até o humano, passei o meu dedo indicador no meu dedo polegar fazendo um pequeno corte. Com a gota de sangue que surgiu ali, eu coloquei sobre o corte do pulso do rapaz que ainda escorria sangue. Instantes depois o corte foi se fechando, deixando uma leve cicatriz quase imperceptível.

- Obrigada, Peter. - disse calmamente com um leve sorriso. - Creio que você está um pouco fraco e seria bom se comesse alguma coisa.

E então apontei uma poltrona e uma mesa do outro lado da enfermaria, onde uma das enfermeiras havia trazido um suco bem doce e diversos pães com geléia.

Esperei que o garoto levantasse e fosse até lá, para me virar para Elena.

- Pela deusa, filha! É uma benção que esteja viva. Mas quero que me conte a verdade, onde você estava e quem lhe deu esse tiro?


Troquei um olhar com Vane mas logo me voltei para ela.

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Elena Mallaby em Seg Nov 07, 2011 10:52 am

A minha mentora tratou logo de estancar o sangue do garoto humano.
Depois voltou-se para mim e perguntou:

- Pela deusa, filha! É uma benção que esteja viva. Mas quero que me conte a verdade, onde você estava e quem lhe deu esse tiro?

Errr....Não adiantava mentir. Eu já estava lascada, e Victória iria descobrir de uma forma ou outra. Juntei a coragem que eu tinha e então disse:

- Victória....eu sai da morada para ir atrás do meu...err....consorte. Ele é do Povo da Fé e deveria estar na igreja, para onde eu fui. Não sei por qual razão, ele não estava lá..... - e olhei para o chão um instante antes de continuar.

- Eu procurei, esperei e nada. Mas havia outro cara lá. Eu presenti o perigo mas não tive tempo de me defender. O cara simplesmente sacou uma arma e me deu um tiro! Eu me pergunto porque ele não me matou de uma vez.....Mas daí, mesmo com o tiro, eu consegui ainda sair de lá...me transportando pro jardim.

Olhei para Victória e seu rosto começou a ficar mais fechado. Mas terminei de contar:

- Eu sei que eu não deveria ter usado esse outro talento...eu sei.....mas não tinha outro jeito de sair de lá. Acho que isso explica porquê eu fiquei tão mal....

Maldição.....eu tinha contado tudo pra minha mentora e ainda aquele vampiro tinha escutado tudo. Eu senti minha bochechas esquentarem. Eu estava com vergonha de me expor de tal maneira.

_________________

 photo oie_rounded_corners3_zpsc960a0c5.gif
Vampira Negra . The mad priestess . 1ª Guardiã
avatar
Elena Mallaby

Mensagens : 931
Data de inscrição : 25/02/2011

Ficha do Personagem
Vida:
300/300  (300/300)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Seg Nov 07, 2011 2:38 pm

Vi a Sacerdotisa fazer o corte no pulso de Peter. Fiquei bastante surpreendido que tivesse resultado, o sangue de Peter ajudara mesmo Elena que estava agora menos pálida. Obrigado Nyx, murmurei para mim próprio.

Continuei em silêncio, vendo a sequência dos acontecimentos: Sacerdotisa curando o pulso de Peter, Elena se levantando visivelmente melhor e contando sua história. Bastante impressionante. Era uma rapariga corajosa por se ter aventurado numa Igreja do Povo da Fé. Muito arriscado, também.

"Mas daí, mesmo com o tiro, eu consegui ainda sair de lá...me transportando pro jardim." foi com isto que eu mais me admirei. Ela tinha um talento, ou dom como outros chamavam, muito semelhante ao meu. Talvez igual. Era incrivél.

Achei por bem não me pronunciar. Talvez até fosse melhor retirar-me da sala, e deixá-las conversar a sós, parecendo que seria melhor para Elena. Talvez pudesse responder às perguntas de Peter, agora ou mais tarde. Acreditava que isto tinha sido muito estranho para ele.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Peter Blaine em Seg Nov 07, 2011 4:41 pm

( s ) he woke up
the blood really had worked like a medicine

A reação da "ex-desmaiada" não fora esperada por Peter. Viu-a abrir e fechar os olhos e, menos de um segundo depois, as mãos dela seguravam avidamente seu braço, pressionando contra a boca, como se fosse um líquido que curasse todos os males. Bem, até pode ser, considerando que ela era uma vampira. Num momento primeiro, o humano se assustou, mas logo se acalmou. Enfim, após alguns minutos de seu sangue saindo, já se sentia fraco, quando ela tirou seu braço. Algumas gotas de seu fluído sanguíneo caíram no chão, antes da sacerdotisa, quase milagrosamente, conseguir fazer o corte cicatrizar ao passar uma gota do sangue dela sobre o corte. Ela parecia feliz, pois o tom, antes tenso, agora era calmo e acompanhado por um leve sorriso:

- Obrigada, Peter. Creio que você está um pouco fraco e seria bom se comesse alguma coisa.

Ele aquiesceu. Realmente, sentia-se levemente, eufemizando, pois estava bastante, tonto e viu que sua pele estava mais pálida que o normal. Olhou por um último momento, com ternura, para a agora acordada, bem lúcida, que parecia felicíssima por "voltar a vida". Levantou-se, apoiando no braço da cadeira, até conseguir estabilizar. Percebeu que a sacerdotisa queria conversar com a outra vampira, pois esperava-o se afastar. Por educação, enquanto foi se afastando, foi mentalmente isolando a conversa, ordenando aos ouvidos que ignorassem o que fosse falado... exceto nomes. Estava curioso para saber o nome daqueles pelos quais estava ali.

Pegou o copo com suco, deliciando-se. Era de sua fruta favorita. Mordiscou o pão com geleia, também adorando-o. Realmente, quem houvera preparado aquele lanche era ótimo cozinheiro. Dois nomes já haviam aparecido: Nyx (que ele reconheceu, incrivelmente, de seus livros de Mitologia Grega, apesar de não ter certeza que era nesse sentido que era empregado) e Victória, que parecia ser a tal sacerdotisa. Parou de ouvir, estava sendo deseducado. Concentrou-se nos deliciosos sabores que deliciavam seu paladar, imaginando se era essa a sensação que a vampira para quem "doara" seu sangue sentiu ao tomá-lo.





notes none.
tagged #vane hunter / #peter blaine / #elena mallaby / #victoria redbird
wearing that
word count 334 palavras.
music harder better faster - daft punk
credit thai_ss @ Terra de Ninguém.
avatar
Peter Blaine

Mensagens : 242
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: Nenhum

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Seg Nov 07, 2011 9:00 pm

Escutei com atenção o que Elena relatava. Ela era um desafio para mim.
E agora ela confirmava o que Jhon Crowel falara antes: a formanda realmente tinha um consorte, ela tinha se carimbado com alguém.

- Elena, filha. Você mais que ninguém conhece as regras e os riscos de ter uma carimbagem com um humano! Quantas vezes ouviu que isso pode prejudicar sua transformação? Você é uma vamp incrível, linda e poderosa,mas como quer tornar-se uma sacerdotisa comportando-se de tal maneira? - disse com a voz bastante séria.

Olhei de lado para o guerreiro que permaneceu calado.
E então continuei:
- Sempre teve liberdade para andar por onde quisesse, mas não vou permitir que cometa outra leviandade. Em pouco tempo você deve completar a transformação e é meu dever garantir isso. Você se afastou de Nyx.....está na hora de se voltar novamente para a deusa. A Morada é o seu lugar, não deverás procurar mais este humano. Aliás.....essa carimbagem deve acabar, de alguma forma... - e não terminei a frase.

- Você está proibida de sair da morada desacompanhada. Vane Hunter, um dos Filhos de Érebus da Morada, deverá lhe acompanhar todas as vezes. Ele garantirá que você não se meta em mais confusão ou corra perigo aqui ou em Tulsa - disse tocando de leve os ombros dele.

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Elena Mallaby em Seg Nov 07, 2011 9:42 pm

O humano sai de perto de mim e foi para o outro lada da enfermaria. Pelo que pude ver, ele estava comendo alguma coisa. Pela deusa! Eu havia me alimentado do rapaz...ele devia estar bem fraquinho......
Mas logo minha atenção voltou para a minha mentora.
Ela começou a falar um monte de coisas com aquele tom sério que eu conhecia bem. Ela não estava só preocupada comigo......tinha um pingo de decepção também.
Mas aquilo era óbvio...eu era uma sacerdotisa em treinamento e era uma vergonha eu arrumar um consorte escondido, sair para ir atrás dele, levar um tiro ainda.....
As palavras da sacerdotisa eram duras e eu não poderia tirar a razão dela. Se eu estivesse escutando isso há 3 anos, quando eu ainda era uma novata, pode saber que eu estaria com a maior cara de choro. Não que eu não tivesse vontade de chorar naquele momento, mas depois desses anos na morada e com os ensinamentos da sacerdotisa, eu comecei a aprender a conter minhas emoções, pelo menos parte delas. E ademais, havia aquele humano lá atrás e o vampiro no recinto....sem contar as enfermeiras. Eu apenas escutava em silêncio.
E sabe quando tudo que é ruim, pode piorar? Então....

“- Você está proibida de sair da morada desacompanhada. Vane Hunter, um dos Filhos de Érebus da Morada, deverá lhe acompanhar todas as vezes. Ele garantirá que você não se meta em mais confusão ou corra perigo aqui ou em Tulsa”
Eu não quis acreditar no que eu estava ouvindo. Eu abri a boca pra falar alguma besteira mas fechei antes de soltar um xingamento. Minha mentora me conhecia bem, se tinha algo que eu odiava era ter alguém colado em mim, vigiando meus passos. A minha liberdade de ir e vir sempre foi uma imposição minha...mas agora...eu ia ter uma babá?
O que mais eu podia fazer agora? Espernear e implorar que Victória não fizesse isso comigo? Achei melhor não.....
Então engoli todos os desaforos que iria dizer e falei:
- Perdoe-me pelos meus erros, Victória. Eu não vou me opor as suas ordens....a senhora está certa. – e minhas palavras foram sinceras.
E virei-me para o guerreiro. Vane Hunter era seu nome......e falei fitando-o:
- Acho que não tivemos um bom primeiro encontro Vane. – disse ensaiando um sorriso tímido.

Eu era péssima nisso. Eu teria que tratá-lo bem de alguma forma ou de outra, mas essa idéia de ter alguém no meu pé ainda ia dar confusão...pensei comigo.


_________________

 photo oie_rounded_corners3_zpsc960a0c5.gif
Vampira Negra . The mad priestess . 1ª Guardiã
avatar
Elena Mallaby

Mensagens : 931
Data de inscrição : 25/02/2011

Ficha do Personagem
Vida:
300/300  (300/300)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Vane Hunter em Ter Nov 08, 2011 12:50 pm

Continuei apenas escutando, esperando alguma ordem ou um pedido. O meu olhar estava indicado para o chão na maior parte do tempo pois dava de vez em quando um olhar em Peter, ou nas duas vampiras que falavam em frente a mim.

Minha atença dedicou-se por completo à conversa quando a Sacerdotisa pousou sua mão no meu ombro - Você está proibida de sair da morada desacompanhada. Vane Hunter, um dos Filhos de Érebus da Morada, deverá lhe acompanhar todas as vezes. Ele garantirá que você não se meta em mais confusão ou corra perigo aqui ou em Tulsa.
Eu já tinha conhecimento deste destacamento, mas pelos vistos a rapariga não. Não me parecia muito contente com o fato. Mas isso era fácil de adivinhar. Afinal de contas Elena parecia ser uma rapariga que gosta de aproveitar a liberdade.

- Nada que não possa ser corrigido no futuro, creio eu - Respondi a Elena em tom de saudação.
avatar
Vane Hunter
Vampiros Azuis
Vampiros Azuis

Mensagens : 83
Data de inscrição : 17/09/2011

Ficha do Personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Victória Redbird em Ter Nov 08, 2011 6:39 pm

Elena recebeu a notícia sem contestar, ainda que eu soubesse que a formanda não estava satisfeita.

Ela e o guerreiro trocaram algumas palavras e então disse:

- Pois bem, Elena creio que já pode retornar ao seu dormitório, onde poderá descansar melhor. Vane irá lhe acompanhar.

E me afastei deles e fui em direção ao humano sentado.
Coloquei uma das minhas mãos em seu ombro, de uma forma gentil.
- Peter Blaine.....seremos eternamente gratos pelo seu ato. Você foi muito corajoso, não nos esqueceremos disso. Mas creio que já é hora de retornar a Tulsa, querido.

_________________
Ex-Sacerdotisa . Espírito
avatar
Victória Redbird

Mensagens : 289
Data de inscrição : 26/03/2011

Ficha do Personagem
Vida:
0/100  (0/100)
Barra de Energia:
100/100  (100/100)
Ano: ☽●☾

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum